Blog do Julio

Maior termoelétrica a biogás de aterro sanitário será inaugurada em Caieiras

02 . set . 2016 Imprimir esse Artigo

No próximo dia 16 de setembro, será inaugurada a Termoverde Caieiras, a maior termelétrica movida a biogás de aterro sanitário do Brasil e uma das maiores do mundo, situada na Central de Tratamento e Valorização Ambiental da Essencis, empresa localizada na cidade de Caieiras-SP, no km 33 da Rodovia Bandeirantes.

A usina é um investimento de mais de R$100 milhões do Grupo Solví, que atua nos segmentos de gestão
de resíduos, saneamento e energia renovável, presente em 16 estados brasileiros também está no Peru, na Argentina e na Bolívia. A Termoverde Caieiras tem potência instalada de 29,5 MW e gera energia limpa a partir do resíduo depositado no aterro sanitário da Essencis.

A usina utiliza como combustível para a geração de energia o gás metano do biogás decorrente da decomposição dos resíduos orgânicos depositados no aterro. A geração de energia a partir do
metano é uma forma sustentável de valorização dos gases do aterro, além de gerar créditos de carbono.
Sua produção é de 230 mil MWh ao ano, energia equivalente para atender uma cidade de cerca de
300 mil habitantes com energia elétrica sustentável.

Preservando o meio ambiente

O Centro de Tratamento e Valorização Ambiental (CTVA) da Essencis trata e destina adequadamente os resíduos urbanos do município de Caieiras, da cidade de São Paulo, e de outros municípios da grande São Paulo, além dos resíduos das principais indústrias da região. O CTVA Caieiras é um dos maiores do Brasil com ampla capacidade operacional e tecnologias de ponta na reciclagem, garantindo total segurança ambiental para seus clientes.

A termelétrica

A Termoverde Caieiras foi construída em uma área de 15.000m² e teve autorização da Aneel para iniciar
a operação em julho de 2016 e consolida o Grupo Solví no segmento de valorização energética e demonstra o seu comprometimento com a responsabilidade social e ambiental.

Entre os benefícios da termelétrica a biogás ao meio ambiente destacam-se:
• preservação da vegetação e da fauna local;
• manutenção da topografia existente;
• não geração de odores;
• não apresenta riscos de poluição de mananciais e da atmosfera.
A termelétrica é composta de unidade geradora de energia com 21 motores geradores de 1.407 KW cada;
central de tratamento do biogás; subestação seccionadora elevadora para conexão na linha de transmissão de 138kV, que liga a termelétrica ao SIN (Sistema Interligado Nacional) chegando aos consumidores finais de energia.

TAG
biogás Blog do Julio caieiras sustentabilidade
CATEGORIAS
Blog do Julio