2ª Mostra Ecofalantes de cinema ambiental chega ao Sesc Campinas. Veja programação

08 . out . 2013 Print This Article

O Sesc Campinas recebe a partir desta terça-feira, dia 08, a 2ª Mostra Ecofalantes de Cinema Ambiental. A programação traz filmes e debates sempre as terças-feiras, a partir das 19h30, no Teatro Sesc. As atividades são gratuitas e os ingressos devem ser retirados na Central de Atendimento. A mostra acontece até o próximo dia 29.

Em sua 2ª edição, o evento tem como objetivo chamar a atenção do público para diversas questões relacionadas à sustentabilidade, através da promoção de encontros e discussões por meio da exibição de filmes.

A Mostra foi realizada no mês de maio em São Paulo, e contou com uma Comissão de Seleção e a Curadoria, coordenada por Francisco César Filho, que avaliou mais de 300 filmes internacionais e cem brasileiros, entre documentários e ficções, de curta, média e longa-metragem. Foram selecionados 58 filmes contemporâneos: 42 internacionais (em sua maioria, consagrados em festivais como Cannes, Berlim, Rotterdam, Locarno e Sundance) e 16 brasileiros, os quais vários terão sua estreia durante a Mostra.

A Itinerância será realizada de 1º de outubro a 3 de novembro em 17 cidades do Interior paulista, sendo que 23 unidades do Sesc receberam o evento. Em Campinas a programação conta com quatro exibi&ccedccedil;ões seguidas de debates mediados pelos educadores da Exposição Energia, que está aberta para visitação no Sesc até novembro.  

Temas

Sete eixos temáticos norteiam a programação: água, economia, cidades, contaminação, globalização, mobilização e povos e lugares. Em sua primeira edição, a Mostra contou com seis temas como ativismo, povos e lugares, consumo, energia, água e mudanças climáticas.
Além das temáticas trabalhadas, uma personalidade é homenageada em cada ano. Em 2013 o tributo ficou para Aloysio Raulino (1947-2013), cineasta e fotógrafo consagrado do cinema brasileiro, um dos principais colaboradores da Mostra desde sua criação. Raulino já participou da comissão de curadoria e seleção do evento. 

Integram a mostra três curtas-metragens dirigidos pelo cineasta – e recentemente restaurados pela Cinemateca Brasileira – realizados nos anos 70 e 80: "Lacrimosa", "O Tigre e a Gazela" e "Porto de Santos". Raulino é conhecido principalmente por seu trabalho como diretor de fotografia de obras como "Serras da Desordem" e "O Prisioneiro da Grade de Ferro".

Confira a programação da Mostra em Campinas:

08/10 – "Quem Controla a Água?" (França/Alemanha, 2010, 82 min)
As empresas francesas Veolia e Suez são as maiores no crescente mercado mundial de abastecimento privado de água. Elas estão presentes em todos os cinco continentes, dificilmente uma semana se passa sem que entrem em um novo mercado. Mas na França, sua base, elas estão perdendo terreno. No início de 2010, as duas empresas tiveram que entregar, relutantemente, a gestão do abastecimento de água de Paris – sua sede – de volta para a cidade; o mesmo ocorreu na cidade francesa de Rouen. Provavelmente, Bordeaux, Toulouse, Montpellier, Brest e muitas outras cidades seguirão esse caminho e tomarão a gestão do abastecimento de água de volta às mãos públicas. Mas não só na França: na América Latina, EUA, África e Europa, em toda parte surgem movimentos para trazer o fornecimento de água de volta às mãos dos cidadãos. O filme "Quem Controla a Água?" ajuda a tomar uma decisão consciente.

15/10 – "Petróleo: O Grande Vício" (EUA/França, 2011, 90 min)
No Dia da Terra, em 2010, a Deepwater Horizon causou o pior vazamento de petróleo da história. De acordo com a imprensa mundial, a história terminou quando o poço foi tamponado – mas aí que a verdadeira história começou. Ao expor as causas do vazamento de óleo e o que realmente aconteceu depois que as câmeras de televisão deixaram a região, os cineastas Josh e Rebecca Tickell revelam uma vasta rede de corrupção.

22/10 – "Amargas Sementes" (USA/ Índia, 2011, 88 min)
A cada 30 minutos um fazendeiro se mata por desespero na Índia por não poder mais suprir as necessidades de sua família. Será Ramkrishna o próximo? Um agricultor de algodão no epicentro da região atingida pela crise de suicídios, ele está lutando para manter sua terra. Manjusha, filha dos vizinhos, está determinada a superar as tradições da vila e se tornar uma jornalista. A situação de Ramkrishna é seu primeiro trabalho. Amargas Sementes levanta questões críticas sobre o custo humano da agricultura geneticamente modificada dentro de uma narrativa baseada em personagens emocionantes.

29/10 – "O Povo da Pluma" (Canadá, 2011, 90 min)
Com imagens inovadoras de sete invernos no Ártico, "O Povo da Pluma" leva você através do tempo para o mundo dos esquimós nas Ilhas Belcher da Baía de Hudson. Conectando passado, presente e futuro está uma relação cultural única com o pato eider-edredão. Suas penas, consideradas as mais quente do mundo, permitem que tanto os esquimós quanto as aves sobrevivam aos invernos rigorosos do Ártico. Recriações de vida tradicional de 100 anos atrás são justapostas à vida moderna em Sanikiluaq, conforme tanto as pessoas quanto os eider-edredão enfrentam os desafios impostos pelas mudanças do gelo do mar e das correntes oceânicas prejudicadas pelas enormes barragens hidrelétricas que alimentam o leste da América do Norte. Os olhos de uma remota cultura de subsistência desafiam o mundo encontrar soluções de energia que trabalham com as estações do nosso ciclo hidrológico.

Serviço:
2ª Mostra Ecofalantes de Cinema Ambiental
Local: Sesc Campinas. R. Dom José I, 270 / 333, bairro Bonfim – Campinas. (19) 3737-1500
Data: de 8 a 29 de outubro, às terças-feiras
Horário: 19h30
Entrada: gratuita

Fonte: Sesc

CATEGORIAS
Eventos SindiVarejista