Reforma Trabalhista: mande suas dúvidas sobre as mundanças

24 . jul . 2017 Imprimir esse Artigo

Foto: Fotos Públicas/Divulgação

A Reforma Trabalhista já é realidade. Ela foi aprovada pelo Congresso e sancionada pelo presidente Michel Temer e deve começar a entrar em vigor em novembro.

Portanto, para ajudar o empresário do varejo a entender melhor essas mudanças, principalmente no setor do comércio, o SindiVarejista promoverá no dia 23 de agosto, das 9h às 11h30, o workshop gratuito ‘Reforma Trabalhista: O Que Muda para o Varejo?’

Profissionais do Departamento Jurídico do SindiVarejista irão traçar um panorama da Reforma e esclarecer todas as dúvidas que mais acometem no dia a dia do setor varejista.

 

INSCRIÇÕES ENCERRADAS! Para deixar seu nome da lista de espera, clique aqui

 

Pedimos a todos que mandem suas dúvidas para serem respondidas no dia do encontro. Para fazer o envio é só preencher o formulário abaixo:

 

Nome (obrigatório)

E-mail (obrigatório)

Celular (obrigatório)

CNPJ (obrigatório)

Pergunta

 


Posição da entidade

O SindiVarejista e a FecomercioSP avaliaram como positiva a aprovação pelo Senado da Reforma Trabalhista. Segundo as entidades, o país dá um passo definitivo para modernizar as leis trabalhistas e demonstra sua capacidade de melhorar o ambiente de negócios mesmo em meio à instabilidade política atual.

De acordo com a FecomercioSP, que encabeçou uma campanha em prol da modernização das regras laborais, as mudanças colocarão o país no rumo da retomada do crescimento econômico e ao futuro sustentável das relações entre patrões e empregados. “A lei, sozinha, não garante empregos. Entretanto, permite que o ambiente de trabalho se torne mais atrativo e sustentável para todos. Com leis claras e existindo respeito ao pactuado, a oferta de emprego existirá. A jornada parcial tratada no projeto é adequada e pretendida por considerável parcela de empregados em busca de recolocação, e, ao mesmo tempo, para empresas que não podem contar com o empregado em jornada integral, resultando em competitividade e, consequentemente, em expansão”, aponta o presidente do Conselho de Emprego e Relações do Trabalho da Federação, José Pastore.

Para a presidente do SindiVarejista, Sanae Murayama Saito, a reforma trabalhista estimulará a atividade econômica, principalmente pela possibilidade de haver maior flexibilização nas relações de trabalho. “Entendemos que há restrições na CLT que atrapalham o dia a dia da empresa, quando poderia haver maior flexibilidade para atender interesses e necessidades tanto do empregador quanto dos funcionários. Consideramos a reforma uma modernização e, como representante de um sindicato patronal, entendemos que houve uma grande abertura para discussão de novas relações de trabalho”, afirmou.

TAG
fecomerciosp legislação trabalhista o que muda para o varejo reforma reforma trabalhista SindiVarejista Trabalho
CATEGORIAS
SindiVarejista