Desempenho da região tem novo destaque em junho no Estado

18 . set . 2018 Print This Article

Pela segunda vez consecutiva o comércio varejista na região de Campinas registrou o melhor desempenho do Estado no mês de junho. Em maio a região também havia se destacado. O faturamento real foi de R$ 5,07 bilhões, a maior cifra registrada para o mês desde 2014. Na comparação com o mesmo período de 2017 as vendas apontaram alta de 10,2%. No primeiro semestre do ano, o crescimento foi de 10,4% e, no acumulado dos últimos 12 meses, houve uma elevação de 7,2%.

Os dados são da Pesquisa Conjuntural do Comércio Varejista do Estado de São Paulo (PCCV), realizada mensalmente pela FecomercioSP em parceria com o SindiVarejista de Campinas e que tem como base informações da Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo (Sefaz-SP).

Análise

Das nove atividades analisadas, sete apresentaram crescimento nas vendas em relação a junho do ano passado, com destaque para: eletrodomésticos, eletrônicos e lojas de departamentos (125,2%); e outras atividades (5,4%). Somadas, essas atividades contribuíram com 8,3 pontos porcentuais para o resultado final.

Em contrapartida, os segmentos de autopeças e acessórios (-6,5%); e de lojas de vestuário, tecidos e calçados (-1,2%) apontaram queda nas vendas. Juntos, impactaram negativamente o desempenho geral em 0,3 ponto porcentual.

Segundo a presidente do SindiVarejista, Sanae Murayama Saito, os resultados de vendas do varejo em junho afastaram os temores de impactos mais profundos da paralisação dos caminhoneiros sobre a atividade. Esses reflexos ficaram restritos a maio. “Além disso, o resultado de junho, em termos gerais, podem ser qualificados como positivos, considerando os reflexos observados em outros indicadores de atividade, como na indústria, e, principalmente, sobre a inflação, que subiu de forma vigorosa entre maio e junho”, explicou.

“A manutenção do ritmo de vendas em padrões positivos, dessa forma, indica que, ao mesmo tempo que a intenção de consumo permaneceu estável, a tendência para o comportamento do varejo até o fim do ano também segue em patamares otimistas”, disse.

Expectativa

A presidente informou também que as turbulências políticas refletidas no mercado de câmbio e nas bolsas são elementos importantes para definição do comportamento do varejo até o fim de 2018. “No momento, assumem-se como tendências, que devem prevalecer até o final do ano, um cenário de inflação sob controle e manutenção de equilíbrio no quadro institucional e político. Entretanto, isso não exclui a atenção para a intensidade que esses efeitos terão sobre o comportamento futuro dos preços, pois disso dependerá a manutenção do ritmo de vendas observado até agora”, analisou.

Região de Campinas

Águas de São Pedro, Americana, Araras, Artur Nogueira, Campinas, Capivari, Charqueada, Cordeirópolis, Cosmópolis, Elias Fausto, Engenheiro Coelho, Hortolândia, Indaiatuba, Iracemápolis, Leme, Limeira, Mombuca, Monte Mor, Nova Odessa, Paulínia, Piracicaba, Rafard, Rio das Pedras, Saltinho, Santa Bárbara d’Oeste, Santa Cruz da Conceição, Santa Maria da Serra, São Pedro, Sumaré, Valinhos.


Fique por dentro das novidades do SindiVarejista.

=> Cadastre-se no nosso Boletim de Notícias. Basta preencher  o formulário ao final da página.

=> Acompanhe as novidades pelo nosso Instagram,  Facebook e Linkedin

Assessoria de Imprensa Sindivarejista (imprensa@sindivarejistacampinas.org.br)
Bruna Mozer e Luciana Félix – (19) 3775-5560
bruna.mozer@sindivarejistacampinas.org.br ; luciana.felix@sindivarejistacampinas.org.br

TAG
comércio fecomercio SindiVarejista vendas
CATEGORIAS
Releases SindiVarejista