Eu Varejista: A Rainha das Pimentas

24 . jan . 2018 Imprimir esse Artigo

A história empreendedora da Silvana Aparecida Barbosa, de 44 anos, começou quando ela ainda era criança e acompanhava os pais na banca de verduras no Mercadão Municipal. O pai Joaquim Barbosa, que era português, deixou o Rio de Janeiro para viver em Campinas onde comprou um box em 1958 onde trabalhou cerca de 40 anos.

“Eu cresci neste lugar, sempre acompanhei meus pais e cresci aqui em meio aos clientes”, conta Silvana. No entanto, o grande desafio para ela e sua mãe, Leoninda Barbosa, veio em 2000 quando o pai ficou doente e não tinha mais condições de trabalhar. “Ficamos eu e minha mãe sozinhas. Como não dirigíamos caminhão não tínhamos como buscar mercadoria e, na época, não conseguíamos nenhum fornecedor para trazer a verdura para nós. Chegamos a ficar com a banca vazia, sem mercadoria e sem dinheiro”, conta Silvana emocionada.

A oportunidade de melhorar a situação, no entanto, veio com um vendedor de Minas Gerais que oferecia pimenta Cumari. Silvana conta que ele costumava vender para um comerciante, mas que após o seu falecimento ficou sem cliente no Mercadão. “Ele passou na nossa banca e disse que havia oferecido para todos, mas que ninguém havia aceitado seu produto. Era um saco de 20 quilos e nós resolvemos ficar com a mercadoria e tentar vender.”

A saída da pimenta foi um sucesso e, em um mês, Silvana e sua mãe mudaram o nome do box para “Rainha das Pimentas”, deixando de vez a venda de verduras. A partir daí, passaram a comprar outros tipos de pimenta – em conserva e a granel – e hoje a banca já é tradicional na cidade e um dos poucos lugares onde é possível encontrar uma enorme variedade de pimentas. Hoje Silvana toca sozinha a banca da família após o falecimento de sua mãe, em 2011. “Sou feliz aqui, gosto de trabalhar no Mercadão. Penso que as coisas tinham que acontecer desta forma”, afirma a comerciante que espera que um dia, sua filha de quase dois anos, se interesse pelo lugar e pelo trabalho assim como ela.

Esta reportagem foi publicada na edição 43 do Nosso Varejo

Para ler na íntegra, clique aqui.

TAG
campinas empreendedorismo mercadão de campinas mulher pimenta SindiVarejista varejo vendas
CATEGORIAS
SindiVarejista