Mesa Brasil Campinas distribui 16 toneladas de alimentos em um mês

11 . ago . 2011 Imprimir esse Artigo

Em apenas um mês, o Mesa Brasil Campinas distribuiu mais de 16 toneladas de alimentos (mais precisamente 16.534,148 kg), beneficiando 4.164 pessoas em 29 instituições da cidade. O saldo corresponde aos trabalhos realizados entre 1º e 31 de julho. O desafio agora, diz a coordenadora do Mesa Brasil Campinas SESC, Lilian Rocha, é ampliar a rede de doadores que, a julgar pelos resultados de apenas um mês, pode ser ainda maior. “Temos meta de atender muito mais.” Para celebrar o início das atividades em Campinas, o SESC promove hoje (11/08), às 16h, o show do grupo Bate Late – Fundação ORSA, no Tablado Jardim. A atividade é gratuita.

Lançado no dia 17 de junho na cidade, o programa Mesa Brasil foi criado em 1994 pelo diretor do SESC São Paulo. A unidade do SESC Campinas é a décima do Estado de São Paulo a participar do projeto. Segundo Lilian Rocha, o programa atua em duas frentes: eliminar o desperdício de alimento e garantir segurança alimentar e nutricional.

"Tudo permeado por uma ação educativa. Não é um programa assistencialista. Nós oferecemos informações, fazemos formação holística, por isso todos, a começar pela cozinheira, são protagonistas. Fazemos ações educativas também junto ao doador", explica a coordenadora, que administra uma equipe de sete pessoas em Campinas e dispõe de dois carros equipados com câmara refrigerada para transporte exclusivo de alimentos.

O recolhimento dos alimentos e a distribuição são realizados no mesmo dia, de acordo com o conceito de colheita urbana. A rotina começa pela manhã, quando é feito o roteiro sistemático entre os doadores fixos (que já deixam separado) e doadores eventuais, que são cadastrados mas não possuem doações todos os dias.

Em seguida os profissionais se comunicam com a administração central no SESC, que se encarrega de direcionar o roteiro de entrega. “O benefício principal é a redução de desperdício e a disseminação de bons hábitos, além dos resultados nas questões ambientais”, afirma a nutricionsta. Mas organizar uma rede de doadores, recolher as doações e distribuí-las às entidades cadastradas é apenas o resumo da ação prática diária do Mesa Brasil.

O programa do SESC faz uma avaliação da manipulação do alimento no local, promove palestras educativas e ensina a não desperdiçar alimentos. Todos os alimentos são recolhidos, menos bebidas alcoólicas e alimentos preparados (arroz cozido, carne cozida…). Também não são aceitos alimentos com data de validade vencida ou latas amassadas. A maior parte dos alimentos doados é hortifrutis, sucos e iogurtes.

Vantagens da doação

"Estamos fazendo trabalho de sensibilização nas empresas. O desconhecido ainda causa estranhamento, mas nossa função é mostrar quais as vantagens para o doador. Por exemplo: o funcionário sente orgulho da empresa onde trabalha. Ele também tem o custo reduzido com caçambas de lixo", afirma Lilian, que fornece relatórios mensais aos doadores. "Ele vai ver o que está sendo desperdiçado e vai evitar isso."

“Eu acredito que a credibilidade do SESC ajuda muito na eficiência do programa. As pessoas sabem que é um programa sério, transparente, que visa qualidade, que vai beneficiar instituições legalmente constituídas. Temos critérios. Os doadores e parceiros acreditam muito no trabalho", afirma Lilian, que conta com parceiros como grandes redes de supermercados e universidades. Qualquer empresa que manipule alimentos pode vir a ser um parceiro do programa.

Em Campinas, o programa conta com a parceria de grandes, médios e pequenos varejistas, além da Faculdade de Nutrição da PUC-Campinas, que permite o uso da cozinha piloto e do laboratório de microbiologia.

CLASSIFICAÇÃO DOS ALIMENTOS ARRECADADOS (em KG)

HORTIFRUTI  – 11.824,617

CEREAIS E LEGUMINOSAS –  923,978

ENVASADOS – 25,232
 
CARNES – 1346,409

OUTROS ALIMENTOS – 8,063

BEBIDAS (sucos) – 2405,849

Número de instituições cadastradas: 29

Número de pessoas atendidas nas instituições no mês vigente: 4164

N&uacuteuacute;mero de voluntários no mês vigente: 0

Número de instituições na fila de espera: 12

Treinamentos, palestras, oficinas, exposições realizadas
Total de ações educativas: 2 intervenções
Total de participantes: 29

 
Fonte: Assessoria de Imprensa Sindivarejista (imprensa@sindivarejistacampinas.org.br)
Adriana Menezes e Araceli Avelleda – (19) 3775-5560
adriana.menezes@sindivarejistacampinas.org.br ; araceli.avelleda@sindivarejistacampinas.org.br

CATEGORIAS
SindiVarejista