Prefeitura lança atestado médico digital para evitar fraudes

30 . maio . 2017 Imprimir esse Artigo

A Prefeitura de Campinas lançou na última segunda-feira (29) o sistema de atestado médico digital do Hospital Mário Gatti. A intenção é zerar o índice de atestados falsos entregues nas empresas.

Segundo levantamento feito pelo próprio hospital, por semana há o registro de 15% a 30% desses documentos falsos enviados as empresas. “Enquanto uma pessoa está verdadeiramente doente, outros se aproveitam deste expediente pegando atestados falsos ou falsificando os documentos para não irem ao trabalho”, afirmou o prefeito Jonas Donizette, durante a coletiva de lançamento do atestado digital.

As falsificações normalmente acontecem por rasura no documento emitido pelo médico ou por furto de blocos de atestados em branco. “O hospital recebe, de empresas, de dez a 15 solicitações por semana de validação de atestado (quando o empregador desconfia da veracidade do documento apresentado pelo funcionário e pede a validação para a unidade de saúde)”, disse o presidente do Hospital dr. Mário Gatti, Marcos Pimenta.
O sistema começou a ser implantado no hospital, gradativamente, no início deste mês, por meio de uma parceria com a Associação Paulista de Medicina. O trabalho conjunto permitiu que o hospital municipal passasse a utilizar o aplicativo desenvolvido pela Veus Technology.

O acesso ao sistema do atestado médico digital será feito por meio do e-cpf do médico, que será, também, a assinatura digital do profissional. Para validar o documento, o médico receberá uma mensagem em seu celular para confirmar que é ele mesmo quem está emitindo o documento. A partir daí, o médico pode imprimir ou enviar o atestado para o e-mail do paciente, ou diretamente para o departamento de recursos humanos da empresa.
Ao emitir o atestado, também será gerada uma série de números (hash). O documento ficará armazenado em quatro centros de processamento de dados da Associação Paulista de Medicina e poderá ser acessado pelas empresas por meio da série de números.

A associação cedeu 100 mil formulários de atestados digitais, o equivalente a três anos de emissão dos documentos. Todos os médicos do Mário Gatti estão recebendo, desde o final de abril, o e-cpf gratuitamente. A parceria com a Associação Paulista de Medicina não terá custos para a prefeitura.

O Hospital Municipal Mário Gatti realiza cerca de 40 mil consultas por mês.

TAG
atestado médico campinas jonas donizette mário gatti SindiVarejista
CATEGORIAS
Inovação Legislação SindiVarejista