Vendas abaixo do esperado no Natal estimulam as promoções

08 . jan . 2014 Imprimir esse Artigo

O Natal foi bem fraco para o comércio campineiro. A estimativa da Associação Comercial e Industrial de Campinas (Acic) é que dezembro tenha fechado com movimento apenas 3,15% acima do mesmo mês do ano anterior. Com números tão ruins, a estratégia agora é queimar os estoques em saldões e liquidações nos meses de janeiro e fevereiro. Em ações organizadas pelas entidades ligadas ao setor, a direção dos centros de compras e os próprios varejistas, o objetivo é limpar a prateleiras para poder encomendar novas mercadorias das industrias. Os descontos nos preços dependem dos produtos e da política adotada por cada loja. A Acic vai promover, em conjunto com comerciantes, a primeira edição do Liquida Campinas entre 17 de janeiro a 1º de fevereiro. As lojas participantes devem oferecer um mínimo de 20% de desconto nos produtos. Até a última terça-feira (dia 07), 35 estabelecimentos instalados no Centro, bairros e shoppings aderiram a iniciativa. O superintendente da Acic, Luiz Eduardo Drouet, afirmou que as vendas de dezembro ficaram abaixo do esperado para o período e o Liquida Campinas será a oportunidade para que os lojistas recuperem parte do que deixaram de vender no mês passado. O coordenador do Departamento de Economia da Acic, Laerte Martins, comentou que o desempenho fraco do Natal influenciou no volume de estoque que sobrou nas lojas. "O único setor que apresentou um crescimento expressivo nas vendas foi o de brinquedos. Todos os outros, como eletrodomésticos, eletroeletrônicos, vestuário e calçados, tiveram um resultado bem abaixo do esperado. Com isso, os estoques estão muitos mais altos que no ano passado, cerca de 30% a 40%. As liquidações servirão para ajustar esse número", ressaltou. Fonte: Correio

CATEGORIAS
SindiVarejista