Palavra da Presidente

Pequenos são os que mais geram vagas

Não é de hoje que se noticia o quanto a crise brasileira assolou o comércio. Dentre as formas deste impacto, frisa-se o mercado de trabalho, principalmente nos anos de 2015 e 2016 e ainda com importantes reflexos negativos este ano. No entanto, se aplicarmos uma lupa no desempenho do mercado de trabalho dos municípios, por atividades varejistas e tamanhos dos estabelecimentos, podemos observar que as pequenas empresas foram as que tiveram melhor resultado na geração de vagas.

Em Campinas, por exemplo, no saldo acumulado de julho de 2016 a junho deste ano houve extinção de 955 postos de trabalho no varejo. Considerando os estabelecimentos com até quatro trabalhadores, o saldo é positivo em 1.508 novos vínculos trabalhistas. Em todos os outros setores, exceto aquele que possui de 50 a 99 empregados, houve mais desligamentos do que admissões. Esses números mostram que as pequenas empresas amenizam um saldo de emprego que poderia ser pior e potencializam a geração de vagas. Além disso, esse perfil não fica restrito a Campinas e se estende à região. Algumas análises podem ser tiradas disso: primeiramente, mesmo em um momento de retração do emprego, os pequenos estabelecimentos têm menos capacidade de subsistir caso diminuíssem o quadro funcional.

Portanto, a sustentabilidade do emprego fica por conta dos que conseguem manter as portas abertas. Ressaltam-se também as características do pequeno varejo: muitos localizados em bairros, com proximidade e fidelidade de clientes bastante significativas.

Em suma, mesmo em crises, o desempenho dos pequenos é um alento e tem o caráter estabilizador, para não dizer de destaque pela geração de novas oportunidades de trabalho. Com essa pesquisa, o SindiVarejista ressalta a importância de todas as categorias do varejo – pequeno, médio ou grande – que revela que, juntas, têm um papel fundamental na economia. Reafirmamos nossa função em representar todas elas e temos trabalhado para garantir que benefícios e conquistas ocorram em prol de todos.

Um exemplo importante é a uma mudança prevista na Reforma Trabalhista para casos de multas aplicadas às empresas com funcionário sem registro em carteira. Hoje a lei prevê o mesmo valor para todas as empresas. Com a Reforma, a penalização deverá ser proporcional ao porte da empresa, garantindo assim um tratamento mais adequado. Essa é uma conquista dos sindicatos junto ao governo. Por isso, reafirmo nosso compromisso em garantir uma representatividade efetiva para todas as
empresas, pois, não importa o tamanho, todas mostram a sua força, em um momento de crise.

Sanae Murayama Saito,  Presidente do SindiVarejista de Campinas e Região

Palavra da Presidente publicada na edição número 42 do Nosso Varejo.

Clique aqui e leia na íntegra a edição

Nosso Varejo: uma década

Neste ano, o Nosso Varejo completa 10 anos. E, para comemorar uma década de publicações, lançamos nesta edição a reformulação do projeto gráfico deste que é um dos mais importantes canais de comunicação com nossos associados. O Nosso Varejo está mais moderno e contemporâneo, com o objetivo de se alinhar às tendências da comunicação e das relações cada vez mais conectadas. O layout – tipografia, cores e componentes visuais – foi pensado para propor uma leitura mais ágil, dinâmica e compreensível, fundamentais da era digital. As páginas trazem um formato mais clean e com mais  elementos gráficos para facilitar o entendimento. Também trazemos neste novo projeto, novidades no conteúdo. Logo de início, ressaltamos um espaço para destacar os benefícios oferecidos aos associados ao SindiVarejista, onde o leitor poderá se informar sobre os inúmeros produtos disponibilizados aos empresários do comércio. Nossa intenção é apresentar, com maior clareza e objetividade, as vantagens em ser um associado ao SindiVarejista e as excelentes oportunidades oferecidas.Ainda sobre o conteúdo, outra novidade é a publicação de artigos assinados por parceiros e especialistas, que terão espaço fixo nas edições. Serão ricos textos de opinião, uma coluna pensada para agregar diferentes pontos de vista, conceitos e entendimentos, ampliando assim o senso crítico e a diversidade de ideias. Na última página do jornal, mais uma novidade: o antigo espaço “Causo” passa a se chamar agora “Eu, varejista”. Nesta nova versão da coluna, vamos contar histórias de comerciantes das cidades de nossa região, desde curiosidades, iniciativas de sucesso, ideias inovadoras e experiências que merecem ser compartilhadas. Afinal, sabemos que o dia a dia no comércio, muitas vezes, pode ser um grande desafio com boas histórias a serem contadas. Nossas matérias e reportagens especiais continuarão, com foco sempre em pautas de interesse do setor, tendências do varejo e conteúdo relevante que possa contribuir com o negócio dos nossos associados. Estamos muito orgulhosos de apresentar esta nova proposta do Nosso Varejo, pensada e planejada para você, varejista. Chegamos à edição 41 e desejamos que seja a primeira de mais uma década que virá pela frente sempre tendo o associado como o nosso maior parceiro.

Palavra da Presidente publicada na edição número 41 do Nosso Varejo.

Clique aqui e leia na íntegra a edição. (pdf)