Comércio da região de Campinas reabre após 35 dias de fechamento

04 . ago . 2020 Print This Article

As cidades da região de Campinas retornaram à fase laranja, do Plano São Paulo de flexibilização da quarentena, a partir de segunda-feira, 27 de julho. Com isso o comércio não essencial de rua, galeria e shoppings foram reabertos.

A medida foi anunciada na sexta-feira (24) pelo governador João Doria. A maior parte do território paulista está na fase laranja da flexibilização, que permite funcionamento com 20% da capacidade de público em escritórios em geral, imobiliárias, comércio de rua, shoppings e concessionárias. A abertura é restrita a quatro horas diárias, todos os dias, ou seis horas durante quatro dias e fechamento por três.

O SindiVajiresta de Campinas e Região recebeu a notícia com bastante alívio. Com a reabertura prevista para a próxima semana, o comércio continuará adotando todas as normas estabelecidas pelo Centro de Contingência do Coronavírus, do Estado e com horário e capacidade reduzidos.

Para a presidente do SindiVarejista, Sanae Murayama Saito, a reabertura traz alívio e ajuda a manter a sobrevivência dos empregos e das empresas. “A retomada deve ser feita, mais uma vez, de forma responsável, o que o comércio tem feito desde quando houve a primeira reabertura. Agora, precisamos que a população colabore mais ainda para seguirmos em frente. Só a reabertura definitiva vai trazer a recuperação econômica que tanto precisamos”, afirmou.

Campinas

Em Campinas o anúncio da reabertura foi feito pelo prefeito Jonas Donizette na manhã desta sexta-feira (24), durante transmissão ao vivo pelas redes sociais.

Ele afirmou que o decreto 20.901, que traz os detalhes de funcionamento na Fase Laranja, será restaurado, conforme explicou o secretário de Assuntos Jurídicos, Peter Panutto, e publicado no Diário Oficial do município, em edição extraordinária, neste sábado, 25 de julho.

Horário

O comércio de rua e os shoppings poderão funcionar a partir de segunda-feira por quatro horas. O comércio de rua será das 12h às 16h, de segunda a sexta-feira, e das 9h às 13h, no fim de semana. Os shoppings poderão abrir todos os dias, das 16h às 20h. A praça de alimentação e os serviços de valet dos shoppings não podem funcionar. Os escritórios em geral também podem funcionar, durante quatro horas.

Confira aqui as regras para a abertura do comércio de Campinas

A secretária de Desenvolvimento Econômico, Social e de Turismo, Alexandra Caprioli, afirma que foi conversado com os setores do comércio sobre a possibilidade de abrir menos dias da semana, durante seis horas, ou todos os dias, por quatro horas. Abrir todos os dias foi a escolha de todos.

Todos os estabelecimentos autorizados a abrir devem funcionar com 20% da capacidade, seguir o protocolo de higiene, com disponibilidade de álcool gel para funcionários e clientes, uso de máscaras, distanciamento social com marcação no solo, e ter a Declaração de Estabelecimento Responsável, para conter a disseminação da Covid-19.

“É muito importante que todos, população e poder público, mantenham todos os cuidados de higiene e distanciamento social para que continuemos neste movimento virtuoso”, disse o secretário de Saúde, Carmino de Souza.

Multa

Os estabelecimentos que não cumprirem as regras estabelecidas ficam sujeitos a multa de R$ 1.446,44. Em caso de reincidência, a multa dobra. E na terceira, o estabelecimento poderá ser fechado enquanto durar a quarentena.

TAG
comércio economia retomada SindiVarejista
CATEGORIAS
Conexão Empresarial