Confira 6 dicas práticas para separar as despesas pessoais e da sua empresa

22 . ago . 2016 Imprimir esse Artigo
Consultor Sergio Diniz, na sede do escritório do Sebrae em Campinas. Data: 24/03/2014. Local: Campinas/SP. Foto: Ricardo Lima/A2FOTOGRAFIA

Consultor Sergio Diniz, na sede do escritório do Sebrae em Campinas. Foto: Divulgação

Muitas pessoas têm encontrado no empreendedorismo uma forma de obter renda extra. Mas seja para abrir um novo negócio ou garantir a saúde financeira da empresa, é preciso alguns cuidados, como por exemplo, saber a importância de separar as despesas pessoais e empresariais. Pequenos empresários, que muitas vezes não têm capital financeiro suficiente ou experiência de negócio, podem comprometer significativamente a empresa caso essas regras não sejam respeitadas. Por isso, o consultor do Sebrae-SP Sérgio Diniz afirma que é fundamental manter controles separados para que se consiga ter um planejamento financeiro empresarial e pessoal. “Quando tudo está junto, misturado, não é possível saber o quanto a empresa gastou e muito menos quanto lucrou, comprometendo de forma bastante significativa o negócio”, disse.

Confira 6 dicas de como garantir esse controle dentro da sua empresa:

1. Tenha contas bancárias separadas

É um erro bastante comum não separar as despesas empresariais dos gastos pessoais do empresário. A primeira ação a ser colocada em prática, é ter contas bancárias separadas. É o início de uma boa organização e de ter controles financeiros precisos. Tal decisão exige disciplina e constância.

2. Defina uma renda para você

Gastos da empresa devem ser pagos pelo negócio e as despesas do empresário e seus familiares, deverão ser realizadas pelo valor estipulado como pró-labore. Ele é o salário do dono e deve ser definido considerando a realidade da empresa, para não comprometer a saúde financeira do negócio. Vale ressaltar que o pró-labore é uma despesa fixa. Apesar de o empresário ser o dono da empresa, ele tem que entender que não é o “dono do caixa” e em razão disso, não pode efetuar retiradas a qualquer hora e de qualquer valor. É importante definir uma data fixa para este pagamento. Esse é um ponto de muita atenção, pois isso pode levar o negócio a uma situação complicada.

3. Saiba a diferença entre pró-labore e lucro

É muito importante diferenciar o pró-labore do lucro. O primeiro destino do lucro é para investir na própria empresa, possibilitando expansão, modernização e também, manter uma reserva estratégica para momentos em que o fluxo de caixa está “apertado”, como por exemplo em períodos de sazonalidade – queda nas vendas.

4. E se o meu orçamento pessoal apertar?

É possível que numa situação emergencial, o empresário necessite tirar dinheiro da reserva estratégica da empresa, para seu uso pessoal. Nesses casos, é preciso agir como se estivesse pegando um adiantamento do pró- labore, ou seja, o valor deve ser devolvido para o caixa da empresa.

5. Tenha cartões bancários separados

Uma outra situação habitual é a utilização do cartão de débito ou de crédito da empresa para pagar os gastos pessoais do proprietário. Se a titularidade do cartão é da empresa, o uso deve ser restrito às contas empresariais.

6. Faça rateio das despesas que são da empresa e também da família

Quando o veículo da família é usado frequentemente pela empresa, o procedimento mais coerente a ser adotado é definir um rateio das despesas proporcional à utilização. Por exemplo: se o carro fica disponível para uso da empresa em 70% do mês, os gastos totais com combustível, manutenção, licenciamento, IPVA e seguro deverão ser pagos pelo negócio na mesma proporção. O mesmo raciocínio deverá ser aplicado para contas de telefone, celular, internet, energia elétrica e outras, quando o negócio funciona na residência do empresário.

A reportagem foi publicada na edição 38 do Nosso Varejo. Para ler a edição completa, clique aqui

Assessoria de Imprensa Sindivarejista (imprensa@sindivarejistacampinas.org.br)
Bruna Mozer e Luciana Félix – (19) 3775-5560
bruna.mozer@sindivarejistacampinas.org.br ; luciana.felix@sindivarejistacampinas.org.br

TAG
caixa consultoria contas contas pessoais dicas empreendedorismo sebrar
CATEGORIAS
Conexão Empresarial Economia Empreendedorismo