Palestra ‘E-Commerce no Varejo’ atraiu 40 pessoas ao Sindivarejista

16 . out . 2012 Print This Article

Cerca de 40 pessoas participaram na manhã da última terça-feira, dia 16, da palestra gratuita "E-Commerce Inovação no Varejo" que aconteceu no auditório do espaço Conexão Empresarial Sindivarejista, na sede do sindicato em Campinas. O encontro atraiu varejistas que têm vontade de iniciar projetos de comércio eletrônico ou que desejam melhorar o seu sistema atual. Três palestrantes apresentaram como atua o e-commerce e apontaram as diferenças entre simplesmente ter uma loja virtual – situação da maioria -, e realizar uma operação de e-commerce.  Além de explicarem a funcionalidade, os palestrantes deixaram dicas importantes para quem pretende utilizar a ferramenta para alavancar as vendas de seu negócio.

O primeiro a conversar com a plateia foi o presidente da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), Maurício Salvador, que também é mestre em Comunicação e Administração e autor do livro "Como abrir uma loja Virtual de Sucesso". Ele lembrou que, por ser algo novo, muita gente ainda tem medo do mundo digital e afirmou que a maioria das pessoas, de uma forma ou de outra, está conectada.
“É inevitável que o varejista esteja na internet, pois o consumidor está lá ao menos 12 horas por dia. Ele faz tudo lá, por isso é importante que o micro e pequeno empresário faça o mesmo”, afirmou.

Durante sua apresentação ele mostrou os motivos que levam as pessoas a comprarem pela internet – a tendência é que a cada ano aumente o número de consumidores virtuais. Ele explicou que as pessoas buscam comodidade, sortimento, preço, prazo, segurança, parcelamento e conteúdo. “É muito importante que cada item tenha uma atenção especial e feito com cuidado. Sites de lojas existem de monte, o importante é ser diferente. Não adianta querer abraçar o mundo, o pequeno tem que ir atrás de algo específico e se especializar. Tem que mostrar que entende do assunto e passar segurança e informação ao consumidor”.
Outro aspecto importante apontado por ele é com relação a praticidade do site de compra. “Tem que facilitar a vida de quem está do outro lado. Atendimento ruim acaba nas redes sociais e isso é muito ruim para um estabelecimento”.

Diferenças importantes

O segundo palestrante foi o especialista em e-commerce, Bruno Raul, do Grupo Innovar 8 e premiado em 2011 pela revista Marketing&Negócios. Ele começou mostrando a diferença entre ter uma loja virtual e atuar com o e-commerce. “A loja está ali, mas há técnicas que a farão vender mais. Não adianta querer vender de tudo. Tem que estudar o mercado e se especializar em uma área. Tenho dezenas de clientes que fizeram isso. A própria Netshoes fez isso. Hoje a loja tem faturamento de R$ 1 bilhão ao ano”, disse. Ele afirmou que a marca, quando começou, costumava ligar para o cliente cerca de 15 dias após a compra para saber se ele tinha gostado, se era isso que queria. “Isso cativa os clientes. É preciso ser feito pelos pequenos empreendedores que ainda conseguem fazer. O pós-venda é fundamental”, explicou.

O especialista passou dicas de como o varejista pode por meio de ferramentas gratuitas na internet fazer uma pesquisa para descobrir preferências do consumidor e até mesmo, sentir a movimentação e preferências dos clientes que entram em suas páginas virtuais. “A loja virtual tem que ser cuidada como uma loja física tem que ser bonita, atraente, porém simples. E facilitar ainda mais a compra do consumidor. Porém, com segurança utilizando selos de credibilidade e autenticação”. O especialista continuou passando outras dicas importantes aos presentes.

O terceiro palestrante foi gerente de comércio eletrônico do Bradesco, Paulo Toldo, que apresentou soluções de cobrança no comércio eletrônico para quem pretende iniciar no mundo virtual. “A nossa solução cria uma parceria com o lojista, além de ser algo confiável na questão de pagamentos e recebimentos. E dispõe também de um shopping online onde colocamos a loja dos parceiros”.

Após o terceiro palestrante foi aberto uma rodada onde os participantes puderam tirar dúvidas e conversar um pouco mais sobre o assunto.

Atualização é fundamental

A presidente do Sindivarejista, Sanae Murayama Saito, afirmou que a palestra é muito importante para introduzir e atualizar os varejistas sobre as novas ferramentas de trabalho. “É de extrema importância esse olhar atento a tudo o que está ocorrendo e aplicar no dia a dia com os funcionários e clientes”.

A empresária Mirna Gaya Scandiffio abriu uma loja virtual de produtos naturais e participou da palestra. “Foi fundamental para conhecer ainda mais a área em que estou começando a atuar. Ouvi informações que desconhecia e isso tem um extremo valor.”

Fonte: 

Assessoria de Imprensa Sindivarejista (imprensa@sindivarejistacampinas.org.br
Adriana Menezes e Luciana Félix – (19) 3775-5560
adriana.menezes@sindivarejistacampinas.org.br ; luciana.felix@sindivarejistacampinas.org.br

CATEGORIAS
SindiVarejista