Produtos de marca própria são apostas do varejo

16 . jun . 2016 Imprimir esse Artigo

capa

As redes varejistas têm apostado cada vez mais em produtos de marcas próprias como uma estratégia para vender mais e fidelizar clientes. Com a crise econômica elevando o preço nas prateleiras dos supermercados, a presença desses itens – produzidos por terceiros e que recebem a marca do varejo – podem chegar a um valor até 20% mais barato, representando um significativo custo-benefício para os consumidores.

A mais recente pesquisa sobre o setor, realizada pelo Instituto Nielsen, aponta que, no período de janeiro a setembro de 2015, houve aumento de 6,1% no faturamento com a venda de itens de marcas próprias no varejo em relação ao mesmo período de 2014. Ao todo, somaram-se R$ 3,6 milhões em faturamento, contra R$ 3,4 milhões.

Apesar de os supermercados liderarem as compras de produtos de marca própria, o segmento de farmácia foi o que apresentou maior alta, com crescimento de 28% em relação ao mesmo período de 2014, passando de um faturamento de R$ 56 mil para R$ 72 mil.

Para a presidente da Abmapro (Associação Brasileira de Marcas Próprias e Terceirização), Neide Montesano, o setor tem ganhado espaço nos últimos anos, porém a crise econômica tem fortalecido e colocado esse segmento ainda mais na vitrine, especialmente pelo custo-benefício. “Em momentos de crise, como a que passamos, o consumidor está disposto a gastar menos e está mais aberto a mudar de produtos e marcas”, afirma.

Produtos de marca própria são apostas do varejo

A rede de supermercados Dia é um exemplo de empresa que aposta em itens de marcas próprias e segue como líder neste segmento. Em 2015 foram lançados cerca de 150 produtos, de um total de 1,2 mil itens de marcas exclusivas. Além do custo-benefício, a empresa acredita na fidelização dos clientes.

“Ele acaba trocando de marca para manter o custo médio de suas compras. Como oferecemos qualidade, além do preço baixo, o cliente volta a comprar e se fideliza”, informou a empresa por meio de assessoria de imprensa.

Outra rede que tem obtido experiência positiva é o Grupo Pão de Açúcar que detém as redes Pão de Açúcar e Extra. São 400 itens entre todas as marcas exclusivas da companhia, como Qualitá, Taeq e Casino. Além disso, a cada ano, cerca de 10% de todo o portfólio de marcas exclusivas é renovado.

Assim como o Dia, a rede também aposta na fidelização dos clientes. De acordo com pesquisas, foi observado que os consumidores apostam nas marcas próprias quando elas fazem parte de uma rede de supermercados em que eles confiam.

Assessoria de Imprensa Sindivarejista (imprensa@sindivarejistacampinas.org.br)
Bruna Mozer e Luciana Félix – (19) 3775-5560
bruna.mozer@sindivarejistacampinas.org.br ; luciana.felix@sindivarejistacampinas.org.br

TAG
campinas empreendedorismo marcas próprias supermercados varejo
CATEGORIAS
Economia SindiVarejista