Sindivarejista recebe o presidente do TRT para reunião com líderes

12 . jun . 2013 Print This Article

O Presidente do TRT – Tribunal Regional do Trabalho da 15ª, Dr. Flávio Allegretti Cooper, visitou o Sindivarejista na tarde de segunda-feira, dia 10 de junho, a convite da presidente do Sindivarejista, Sanae Murayama Saito, onde debateu com uma plateia de convidados as questões trabalhistas e os trâmites da Justiça do Trabalho.

Além da representante da Febraban Marilena Moraes Barbosa Funari e do diretor da Fiesp Marco Aurélio Vizioli, também participaram do encontro Ivo Dall’Aqua (presidente do Conselho de Relações Sindicais da Fecomercio), Paulo Roberto Gullo (presidente do Conselho do Comércio Varejista da Fecomercio), Carlos Gobbo (presidente do Sindilojas Campinas), Leide Mengatti (vice-presidente do Sindicato da Saúde de Campinas e Região), Erik Oswaldo Von Eye (SindHosp), o advogado Fernando Sérgio Piffer, o gerente de Relações Trabalhistas Sindicais do Grupo Pão de Açúcar Sérgio Murilo Freitas, os presidentes dos sindicatos patronais do varejo Célio Simões Cerri (Rio Claro), Carlos Alberto D’Ambrósio (Itu), José Maria de Faria (São José dos Campos) e José Maria Saes Rosa (Piracicaba), entre outros convidados.

O presidente do TRT elogiou a iniciativa do encontro e disse que o varejo é um setor muito importante para o trabalho, porque movimenta a economia e está no dia a dia das pessoas.

Oportunidade

“Quero expressar minha gratidão pelo convite e dizer que, apesar de estar numa posição administrativa, aparentemente distante das questões diárias, como presidente eu acompanho atentamente os processos”, disse Dr. Flávio Allegretti Cooper, que deixou a plateia à vontade para perguntas e críticas, contribuindo para um debate técnico e amigável, sem formalidades.

A presidente do Sindivarejista, Sanae Murayama Saito, manifestou a importância do encontro. “Afinal, esta aproximação é muito salutar porque o juiz também deve interagir com a sociedade. Foi muito importante esta oportunidade que o Dr. Cooper nos deu”, disse Sanae. O mesmo destacou a Dr. Marilena Moraes Barbosa Funari, da Febraban, que elogiou a iniciativa do Sindivarejista: “Foi excelente esta oportunidade.”

Preocupações

De acordo com Cooper, o Judiciário se preocupa em manter uma boa imagem junto à sociedade porque trata-se de um serviço público, “que deve ter qualidade e ser satisfatório”. No varejo, ele observa que há situações especiais. “É muito comum misturar questões pessoais e profissionais, porque muitas vezes o empregador está ali lado a lado com o empregado. O juiz precisa estar atento para ver se o empregador é micro ou se está começando, se a ação vai acabar com o negócio dele, se houve negligência maliciosa ou se entraram com ação levianamente”, exemplificou Cooper. “O juiz tem de ser sensível para não entrar com braço forte.”

O diretor da Fecomercio Ivo Dall’Aqua falou sobre uma das preocupações do setor com a falta de unidade no Ministério Público em relação a algumas decisões. “Isso nos causa preocupação e insegurança”, afirmou Dall’Aqua. Cooper confirmou que há algumas questões, de fato, sobre as quais não há posição única, uma delas é sobre o trabalho no feriado. “Daí depende do juiz de plantão.”

Todos como empregadores

A presidente do Sindivarejista lembrou a questão das empregadas domésticas que tem servido de alerta para a sociedade porque coloca quase todos como empregadores, inclusive as próprias trabalhadoras desta categoria, que também contratam. “Todos agora vão vivenciar as dificuldades que existem numa relação de trabalho.”

Cooper disse que, em geral, um juiz tem uma formação que se aprofunda na lei. Mas existe um agravante, porque as faculdades de Direito não ensinam o que é sindicalismo. “O Tribunal tem uma escola judicial para formar juízes e também é deficitário no estudo do sindicalismo. Poucos sabem como vivem as pessoas deste universo. O meu pai era advogado especializado na área sindical, por isso eu conheço, mas isso não é comum.”

Ivo Dall’Aqua acrescentou: “Infelizmente, há um olhar preconceituoso sobre a estrutura sindical. As pessoas sempre se pautam pelos maus exemplos.” O presidente do TRT finalizou sua participação defendendo a conciliação nas ações trabalhistas. “Eu defendo que a conciliação é sempre melhor para todos os lados” concluiu.

Assessoria de Imprensa Sindivarejista (imprensa@sindivarejistacampinas.org.br)
Adriana Menezes e Luciana Félix – (19) 3775-5560
adriana.menezes@sindivarejistacampinas.org.br ; luciana.felix@sindivarejistacampinas.org.br

CATEGORIAS
Legislação SindiVarejista