Varejista de Indaiatuba já pode aderir ao Repis; Regime Especial ajuda a manter a sustentabilidade financeira das empresas

29 . set . 2021 Print This Article

Empresário varejista de Indaiatuba antecipe-se e aproveite para aderir ao Regime Especial de Piso Salarial (REPIS) para as micro e pequenas empresas. Vale lembrar que a adesão deve acontecer em até 60 dias após a assinatura da Convenção Coletiva 2021/2022 que ocorreu no último dia 28 de setembro.

Veja aqui a Convenção de Coletiva de Indaiatuba

O prazo se encerra em dezembro e por isso vale se antecipar e não deixar para a última hora.

Clique aqui e tenha acesso aos requerimentos para adesão ao Repis em Indaiatuba.


O QUE É REPIS

O REPIS é um tratamento diferenciado opcional. Na prática, as empresas que aderirem ao sistema poderão praticar valores de pisos salariais diferenciados, nesses casos inferiores àqueles praticados pelas demais empresas que não aderirem ao regime. A intenção é incentivar o crescimento e o desenvolvimento dessas empresas que são grandes empregadoras e formadoras de mão de obra para o comércio dessas cidades.

Repis ajuda a manter a sustentabilidade financeira das empresas

O Repis permite que Microempresas (ME) e Empresas de Pequeno Porte (EPP) do setor de comércio pratiquem valores menores que os pisos salariais.

Isso é um excelente recurso para manter a sustentabilidade financeira das empresas, uma vez que redução anual dos custos com a folha de pagamento é de aproximadamente 7%. 

Além de evitar demissões por questões de ordem econômica, o regime se mostra uma oportunidade de crescimento para os negócios.

Um estudo feito pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) aponta que mais de 50% das companhias desses portes encerram suas atividades com até cinco anos de vida.

A redução de custos significa uma vantagem para a empresa que adota o regime. A empresa passa a ter maior margem de lucro, que pode se converter em investimentos e mais segurança para planejar e alongar a expectativa de vida.

Se as empresas optantes não aderirem dentro do prazo (até 60 dias após a assinatura da Convenção Coletiva), perderão o direito ao REPIS com efeitos retroativos.

Para ter adesão ao sistema, as empresas devem encaminhar um formulário (modelo adquirido no SindiVarejista) com informações da empresa e assinado pelo proprietário e também pelo contador para certificar a veracidade dos dados informados. Após a formalização, o Sindivarejista emite o Certificado de Adesão ao Repis podendo assim a empresa participar do regime.

Para a presidente do Sindivarejista de Campinas e Região, Sanae Murayama Saito, trata-se de uma importante conquista para as MEs e EPPs. “A empresa que fizer a opção pelo REPIS terá de seguir a regra”, alerta Sanae.

Em caso de dúvidas, os empresários podem entrar em contato com o departamento jurídico do Sindicato pelo telefone (19) 99946-6361.

TAG
SindiVarejista
CATEGORIAS
SindiVarejista