Via Varejo, dona das Casas Bahia e Pontofrio, muda nome para Via

26 . abr . 2021 Print This Article

A Via Varejo, dona das Casas Bahia e do Pontofrio, anunciou que mudou o nome para Via. Segundo a empresa, a mudança corresponde a uma reformulação da estratégia, dado que, com as mudanças provocadas pela pandemia de Covid-19, a companhia hoje vai além do varejo.

“Os resultados da companhia, apresentados ao mercado em março, mostram que a Via não é mais uma empresa de varejo. Que já está indo além”, afirma o grupo em comunicado divulgado neste domingo (25). “No último ano, a empresa se reiventou, rompeu e unificou as barreiras físicas e digitais das lojas, sites e apps”, completa.

A companhia também alterou o nome do Pontofrio, que agora é apenas Ponto.

Além do nome, o grupo adotou novos logo e slogan –”Imagine Caminhos”.

Em entrevista para o jornal Folha de S.Paulo em março, o presidente da Via, Roberto Fulcherberguer, afirmou que a empresa começou 2020 com 26% das vendas concentradas no online e terminou com 50%.

“Não vou dizer que não sentiremos nada, é impossível, mas estamos muito mais bem preparados do que estávamos no segundo trimestre de 2020. Para nós, é um caminho mais suave, nossos 20.000 vendedores continuarão vendendo”, afirmou sobre as novas medidas de restrição
da época causadas pelo agravamento da pandemia.

A transformação acompanha inovações em outras companhias de varejo brasileiras. No meio de abril, o Magazine Luiza anunciou a compra da empresa de conteúdo Jovem Nerd, a 17ª de uma série de aquisições em áreas diversificadas desde o início de 2020.

Esse movimento tem como ponto de chegada a criação de um superapp brasileiro. O termo faz referência a plataformas presentes no mercado chinês que reúnem em um só aplicativo serviços variados, como rede social, transações financeiras, compras, contratação de serviços e conteúdo.

A estratégia de buscar empresas de mercados diferentes costuma ter o objetivo de, com mais recursos, dar grande escala ao projeto adquirido.

VIA
Holding dona das marcas Casas Bahia, Pontofrio, Extra.com.br, Bartira, Asap Log, banQi e I9XP.
Funcionários: 47.000
Operação: 400 municípios
Lojas físicas: 1.000
Lucro líquido (2020): R$ 1 bilhão
Ebtida (2020): R$ 2,9 bilhões

Fonte: Folha de São Paulo

TAG
casas bahia comércio Via Varejo
CATEGORIAS
SindiVarejista